Publicado na 7 de março de 2016

Pesquisa desenvolvida pela Cengage Learning revela o que os alunos fazem para terem sucesso no curso universitário.


Para entender melhor os hábitos de estudo dos alunos e compartilhá-los com professores de todo o mundo, a Cengage Learning promoveu uma pesquisa com cerca de 20 mil estudantes. Entre os questionamentos, foi perguntado: “além de completar as tarefas do curso (por exemplo: leituras e tarefas de casa), o que você faz para garantir que terá um bom desempenho na faculdade?”. Abaixo, conheça quais são os três principais passos apontados pelos alunos para o sucesso na faculdade.

1) Revisar as anotações da aula expositiva

De longe, a maioria dos estudantes (83%) afirmou que revisar as anotações da aula expositiva era a principal estratégia para ser bem-sucedido na universidade. Esse dado revela o valor que os alunos dão para as apresentações que você faz em sala de aula. As anotações não são apenas boas ferramentas de estudo, mas também ajudam os alunos ao manter o engajamento na aula.

2) Utilizar recursos online, como testes práticos que não valem nota

Mais da metade dos estudantes (63%) responderam que utilizam testes e outras ferramentas online como parte de sua estratégia de estudo. Ferramentas como estas permitem que eles refresquem a memória antes de assistir a uma nova aula e que testem seus conhecimentos antes do dia da prova. O seu material de curso inclui testes, guias de estudo, flashcards ou outras ferramentas digitais para acompanhar os materiais de leitura? Se sim, chame a atenção dos alunos para este fato. Se não, considere desenvolver seus próprios testes ou pergunte a colegas se eles criaram recursos que estão dispostos a compartilhar.

3) Criar e revisar anotações de leituras

Pouco mais da metade (56%) dos alunos respondentes disseram que criam e revisam anotações de suas leituras para ajudar a garantir o sucesso na sala de aula. Se os estudantes tomam notas enquanto leem, conseguem absorver pontos importantes do texto, ao mesmo tempo em que refletem e pensam criticamente sobre as opiniões do autor.

As 3 estratégias menos utilizadas por estudantes

A seguir, saiba quais são as três estratégias de estudo que foram menos apontadas por alunos como relevantes. Mas atenção: isso não significa que sejam menos efetivas ou valiosas! Se os seus alunos estão em busca de novas estratégias que permitirão que eles alcancem novos objetivos acadêmicos, pergunte se eles já consideraram algumas das opções a seguir:

1) Pedir ajuda ao bibliotecárioProcurar um bibliotecário para pedir indicações de leitura para mais informações é a estratégia menos utilizada pelos estudantes que responderam à pesquisa da Cengage Learning. No entanto, bibliotecários acadêmicos estão prontos para compartilhar sua expertise e guiar os alunos para a informação que os ajudará a ter sucesso na sala de aula.

2) Criar testes para uso pessoal

Apenas 22% dos respondentes afirmaram que criam testes para reforçar o entendimento dos conceitos do curso. Porém, talvez mais deles se testassem se soubessem a diferença que isso poderia fazer para suas notas e para sua habilidade de reter informações, de acordo com a pesquisa “The Testing Effect”, lançada em 2012.

3) Visitar um professor particular

Um quarto dos estudantes respondentes contou que têm aulas particulares para melhorar o desempenho na faculdade. Entretanto, ainda mais estudantes podem se beneficiar do suporte e treinamento personalizado que um professor particular pode oferecer em uma aula privada ou de um pequeno grupo. Além de treinar habilidades específicas para um curso ou área de estudo, os professores particulares podem mostrar aos alunos como desenvolver uma série de estratégias de estudo que podem ser aplicadas em outros cursos.

1) Pedir ajuda ao bibliotecário

Procurar um bibliotecário para pedir indicações de leitura para mais informações é a estratégia menos utilizada pelos estudantes que responderam à pesquisa da Cengage Learning. No entanto, bibliotecários acadêmicos estão prontos para compartilhar sua expertise e guiar os alunos para a informação que os ajudará a ter sucesso na sala de aula.

2) Criar testes para uso pessoal

Apenas 22% dos respondentes afirmaram que criam testes para reforçar o entendimento dos conceitos do curso. Porém, talvez mais deles se testassem se soubessem a diferença que isso poderia fazer para suas notas e para sua habilidade de reter informações, de acordo com a pesquisa “The Testing Effect”, lançada em 2012.

3) Visitar um professor particular

Um quarto dos estudantes respondentes contou que têm aulas particulares para melhorar o desempenho na faculdade. Entretanto, ainda mais estudantes podem se beneficiar do suporte e treinamento personalizado que um professor particular pode oferecer em uma aula privada ou de um pequeno grupo. Além de treinar habilidades específicas para um curso ou área de estudo, os professores particulares podem mostrar aos alunos como desenvolver uma série de estratégias de estudo que podem ser aplicadas em outros cursos.