Publicado na 21 de junho de 2011

O livro Fundamentos de engenharia geotécnica foi publicado originalmente em 1985, nos Estados Unidos. A finalidade do livro era servir como texto teórico para o curso introdutório de engenharia geotécnica, lecionado em diversos cursos de engenharia. O autor almejava, também, que a obra servisse como referência para engenheiros formados.
A tradução da sétima edição norte-americana desta obra marca o vigésimo quinto aniversário da primeira edição. Como nas edições anteriores do livro, esta fornece uma visão geral das propriedades e da mecânica do solo, com práticas de campo e procedimentos básicos de engenharia, sem alterar a filosofia básica usada no texto da primeira edição.
Diferentemente da tradução da sexta edição norte-americana, que continha 17 capítulos, esta apresenta 18 capítulos. Para melhor compreensão e abordagem mais abrangente, as relações de peso-volume e plasticidade e estrutura dos solos estão agora divididas em duas seções distintas (Capítulos 3 e 4), a maior parte dos exemplos e exercícios foi alterada, e outras diversas mudanças foram efetuadas nesta edição, como:

O Capítulo 14 (Empuxo lateral de terra: superfície de ruptura curva) agora inclui os procedimentos para calcular os empuxos de terra passivos em muros de arrimo com face posterior inclinada e aterro granular horizontal, utilizando o método de fatias triangulares.Um método para calcular a capacidade de carga última de fundações contínuas rasas, excentricamente carregadas em solo granular, usando o fator de redução, foi acrescentado ao Capítulo 16 (Capacidade de carga do solo para fundações rasas). Outras relações empíricas para a condutividade hidráulica de solos coesivos e granulares foram incorporadas, respectivamente, ao Capítulo 7 (Permeabilidade) e ao Capítulo 17 (Revestimento de aterros e geossintéticos).A revisão técnica desta obra foi feita pelo professor Leonardo F. Rosemback Miranda, da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e o autor é Braja M. Das .

Veja o livro em nosso site.