Publicado na 14 de março de 2016

Calendários, aplicativos, agendas e outras dicas de organização e aproveitamento para professores compartilharem com os alunos no ano que se inicia


Se a organização não estava contemplada na lista de resoluções de Ano Novo dos seus alunos, deveria estar. Organizar-se ajuda em várias áreas acadêmicas, desde a pesquisa e escrita de trabalhos até a preparação para as provas. Vale tudo para ficar organizado: agendas, calendários e até mesmo aplicativos. Compartilhe estas dicas, a seguir, com seus alunos!

1)    Planeje

A Cengage Learning aprendeu com sua comunidade de professores nos Estados Unidos que se os alunos que usam agendas saem na frente no quesito organização. No livro “Essencial Study Skills” (Cengage Learning, ainda não publicado em português), a autora Linda Wong afirma que, às vezes, é importante incluir todas as tarefas diárias na agenda. Isso pode te poupar de stress desnecessário no futuro, explica. Abaixo, confira os tópicos que Wong acha importante anotar: a) Datas de entrega importantes de projetos especiais, trabalhos e redações que aparecem no cronograma do curso;b) Provas marcadas e semanas de exames;c) Eventos especiais, reuniões, workshops ou conferências;d) Feriados;e) Agendamentos com professores particulares ou grupos de estudo;f) Apontamentos pessoais dentro e fora da instituição. Se o aluno tem uma agenda cheia, esta forma de organização pode ajudar muito durante o ano letivo.

2)    Priorize

Talvez seja ainda mais atrativo para os estudantes utilizar uma agenda virtual, como o Google Calendar. Por meio desse aplicativo, é possível, por exemplo, importar compromissos e movê-los com facilidade conforme necessário. Além de tornarem mais fácil a utilização de lembretes, agendas e planejadores digitais permitem que o usuário priorize atividades mais importantes. Isso porque ele permite que os apontamentos sejam postergados à vontade, sem precisar deletá-los. O aplicativo permite visualizar melhor todas as atividades agendadas para o dia e ajuda a determinar o que é realista realizar. Em agosto de 2015, a Cengage Learning realizou uma pesquisa com centenas de instrutores norte-americanos, que listaram sugestões de como definir prioridades. Entre elas:a) Criar um calendário de trabalho e estudo e aprender a dizer “não” a itens de baixa prioridade;b) Planejar estudar ao menos um pouco de tudo o que aprendeu nas aulas do dia;c) Calcular quanto tempo será necessário dedicar para cada atividade, priorizar o que você tem tempo para realizar, fazer um calendário semanal que reflete seus compromissos e segui-lo à risca.d) Estabelecer objetivos específicos, não vagos, de estudo.

3)    Organize

 Além do calendário, é vital manter o trabalho organizado também. Muitas ferramentas online – que podem ser acessadas tanto pelo computador quanto por dispositivos móveis – podem ajudá-lo neste aspecto. Abaixo, listamos alguns apps que podem ajudá-lo:

a)    Questia: uma vasta biblioteca virtual que oferece tutoriais de pesquisa e ferramentas para ajudar a organizar informações para trabalhos e projetos;

b)    Brainfy: por meio desta ferramenta, é possível colecionar e compartilhar seus sites acadêmicos favoritos, além de ver coleções criadas pela comunidade de membros e utilizar tutoriais, artigos de pesquisa e materiais de cursos online;

c)    inClass: um app grátis para iOS que permite a gravação de áudio ou vídeo, escrita de notas de texto e armazenamento de fotos e arquivos compartilhados no Facebook e no iTunes.