Carlos José Guimarães Cova (organizador)

ISBN-10: 8522111286

ISBN-13: 9788522111282

© 2012

208 Páginas

Preço: R$ 70,90

A Teoria de Finanças sofreu uma grande evolução desde que Markowitz lançou as bases da Teoria do Portfólio, em 1952, e Sharpe concebeu, com Lintner e Mossin, o modelo CAPM, entre 1964 e 1966. Durante muitos anos prevaleceu a Hipótese da Eficiência de Mercado, que gerou profundas implicações nos modelos de avaliação de ativos e carteiras, bem como nos instrumentos de gestão de riscos. Só que ela falhou no momento em que os mercados em crise não dispunham mais de recursos para atravessar a tempestade de 2008. Abriu-se, então, a era das finanças fractais, com todas as possibilidades que esse novo paradigma descortina, e que são o assunto central dos artigos deste livro.

 

1. O colapso da hipótese dos mercados eficientes e suas implicações para a teoria das finanças corporativas
2. O declínio da hipótese de eficiência nos mercados financeiros e a emergência da hipótese fractal como novo paradigma descritivo do comportamento das séries temporais de retornos
3. A violação da hipótese dos mercados eficientes com o uso de indicador de análise técnica
4. A emergência da hipótese dos mercados fractais como aperfeiçoamento da gestão de riscos nos mercados financeiros
5. Teorias do caos e da complexidade: um novo paradigma do mercado financeiro?
6. Estratégias de investimento no mercado de capitais brasileiros sob a ótica de Warren Buffett
7. Critérios de avaliação das agências de rating
8. A participação das agências de rating no mercado de capitais brasileiro

Livro-texto destinado a alunos do MBA em Finanças Corporativas e Mercados de Capitais, em disciplinas como métodos quantitativos em finanças, teoria das finanças corporativas I, fundamentos dos mercados financeiros, fundamentos dos instrumentos derivativos, operações com mercados futuros, entre outras; para o MBA em Contabilidade e Auditoria, na disciplina gestão de riscos, e para o MBA em Controladoria e Finanças, na disciplina gestão financeira.